QUATRO PASSOS PARA REAVER O QUE O INIMIGO LEVOU

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários

Texto: I Samuel 30.1-20
Você já perdeu algo de tão precioso que chegou a atirar-se na cama, tombar no chão, ou mergulhar o rosto nas mãos chorando até secar as lágrimas? Se você perdeu um ente querido, um sonho acariciado, sua reputação, seu casamento, ou qualquer outra coisa muito querida, saberá o que é doer por dentro, sentir-se deprimido e desesperançado. 
Para onde quer que você volte, vê as coisas agradáveis sorrindo na vida dos outros, enquanto na sua a desgraça zomba: “Você perdeu! Você perdeu!” 

Tudo na Bíblia foi escrito também para nosso exemplo (I Co 10.11). 
Davi, o homem que Deus amava, soube o que era perder todos os seus entes queridos e tudo o que possuía. Não porque merecesse, ou porque tivesse feito algo mau, e sim, porque um inimigo implacável atacou sua casa enquanto ele e seus homens estavam ausentes na frente da batalha. Nas reações de Davi, a sua inesperada tragédia, descobrimos em I Sm 30.1-20, quatro maneiras sobrenaturais de recuperar tudo o que Satanás arrebatou.

I – Identifique o inimigo (I Sm 30.6)
A. Nosso inimigo nunca é de carne e osso (Ef 6.12).

B. Davi descobriu que seus adversários eram os amalequitas implacáveis inimigos do povo de Deus (Jo. 10.10; Lc 1.74-75).

II – Fortaleça-se no Senhor (I Sm 30.6b)
A. Imagine o abismo de desolação de Davi. Perdera a família, o amor e a lealdade dos amigos, mas sabia o que fazer: “Davi se reanimou no Senhor”.

B. Não cometa o erro de buscar forças em si mesmo. Frases positivas diante do espelho não adiantam. Você precisa lembrar a si mesmo a bondade, o amor e o poder de Deus.
Precisa focalizar os sentimentos em Suas promessas.

III – Leve suas perguntas a Deus e receba dEle as respostas (I Sm 30.8)
A. Depois de perder tudo, Davi podia ter-se tornado amargo e dito: “Nunca mais servirei a Deus”. Tais sentimentos dominam, às vezes, os crentes que, tendo visto algo desencorajador na vida de um irmão, na célula, na Igreja, na família, dizem: “Nunca mais voltarei aqui, vou acabar com tudo”.
B. Tentações do sofrimento: 1. Apatia. 2. Fixação. 3. Exagero.
C. Leve suas perguntas a Deus, pois Ele sabe algo a respeito da situação que você desconhece.

IV – Persiga o inimigo e lute até vencer
A luta era demasiada para um só homem.
Davi compreendeu a importância de entrar em acordo com outros que se comprometeram a lutar ombro a ombro com ele contra o inimigo.

O resultado final (I Sm 30.18-19) – “Tudo Davi tornou a trazer”.

A batalha contra os amalequitas não foi a “última” que Davi precisou combater. Muitas outras vieram. – Não julgue que se vencer uma batalha estará livre de novas lutas.

CONCLUSÃO: É da natureza do inimigo roubar, matar e destruir, e ele está decidido a fazer todo o possível para derrota-lo. Mas se você vencer uma batalha, poderá vencer a seguinte, a seguinte e a seguinte... quando o inimigo se introduzir insidiosamente e o roubar, não é errado sentar-se por algum tempo para chorar; mas, depois de chorar até esgotar suas lágrimas, faça o que Davi fez...

Pr. Plácido Gonçalves da Costa
Livro escrito – Manual do discipulado.
33 anos secretario do Campo da ADEG em Gma – DF
Casado, 04 Filhos. Pastoreia a ADEG em Lago Azul - GO Maio 2015
e-mail: placido.costa@ig.com.br

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Vídeos por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.