OS MEUS AMIGOS

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários

"Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando." (João 15.14)

Meditação: A maior dificuldade que hoje passa o novo convertido, não é somente as barreiras do “não posso” ou “isso é pecado”, mas, as coisas deste mundo que o amor do pai reprova, sendo assim, tiramos aprova dos nove fora, então concluímos que somente o pecado aborrece a Deus, e o mundo é especialista neste assunto, até "Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele." (I Timóteo 6.7). Nas profundidades dos seus pertences, nem o mundo, e nem suas coisas fazem partes do céu, lugar onde Deus habita. (Sl. 33.14). Então seria certo abdicar dos meus amigos que adquiri nos tempos de minha ignorância, a respeito de Deus? 

É provável que nada do passado, contribuiria para o teu crescimento espiritual, "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (II Coríntios 5.17), Aqui, se refere à santificação, não seria possível que a busca da mesma, tenha empecilho de terceiros do antigo mundo, neste caso, o recomendável seria fugi destas amizades, "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (II Coríntios 5.17), assim é o mandamento de Deus para quem busca o caminho de santificação. Mas pastor, no contexto bíblico até os meus parentes fazem partes das antigas amizades? Sim, esta amizade é a mais tendenciosa ao pecado, pois faz parte do cotidiano deste mundo "Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência." (Efésios 2.2),; papai, mamãe, primos e titios, são classificados neste contexto acima. E agora, o que fazer? "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;" (Mateus 5.44), e assim será a jornada dos pelegrinos em terra estranha, mesmo que "... até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós." (Lucas 21.16), porque "Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro." (I João 4.6) mas, "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." (Romanos 8.37). Amém!
Versículo para reflexão: "E se alguém lhe disser: Que feridas são estas nas tuas mãos? Dirá ele: São feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos." (Zacarias 13.6)

Pr. Álvaro Olímpio

IEL - Igreja Evangélica Ludovicense
 em São Luís do Maranhão
olvaro@rocketmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Vídeos por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.