Fidelidade a Deus

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários

“Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas” (Malaquias 3.8).
-Meditação: Vou contar uma história que será uma lição para todos.
- De todas as maneiras o casal já tinha buscado suas aposentadorias junto ao órgão responsável, mas sempre eram esbarrados, sempre faltava um documento, até que um dia souberam que havia um senhor que trabalhava com aposentadoria de idosos; ele levava aos advogados de direitos trabalhistas, tinha um velho carro que servia na agilidade de ir para todos os cantos da cidade em busca de documentos necessários para a previdência social. Depois que encaminhava tudo, sempre recebia pelas horas, e gasolina gasta no serviço ao locomove-se no velho carro, era desta maneira que vivia aquele senhor, de agrado e bônus, quando o serviço era alcançado. Tudo era de forma licita, de acordo com a lei.

Você é fiel a Deus?


O casal foi até a sua casa e contaram todas as suas histórias, falaram dos anos e mais anos que buscavam os benefícios da aposentadoria. E depois do senhor ter ouvido seus dilemas, falou que não estava mais trabalhando nesse assunto, pois preferiria se acomodar em seu pequeno comercio, mas a insistência com promessas de premiação foi tão apelativa que o senhor resolveu pensar no assunto. Depois disto, quase todos os dias o casal de idosos na saiam da porta de sua casa, quase todos os dias impetravam a ajudam, pois sabiam que a fama do senhor era boa neste assunto, tinha uma boa experiência em documentos trabalhista. Vocês sabem que o matuto feirante pode não ser bom em maquina de calcular, mas duvido que alguém faça uma conta mais rápido do que ele na cabeça, assim era o senhor, era um advogado trabalhista de natureza. Bom, pelas constantes insistências do casal, ele resolveu ajudar, e recebeu mil promessas de bonificação se tudo desse certo. Ao passar o visto no quilo de papelada, viu que estava tudo errado, e admirou-se porque ninguém não tinha visto aquilo. É sempre assim, o setor responsável não se importa com nada, quem quer os seus direitos, vá a lutar. Pois bem, foi tudo encaminhado junto à previdência de forma corretar. Não deu outra, o casal conseguiu depois de algum tempo o tão desejado beneficio. Pegaram o dinheiro que estava em suas contas, por conta da primeira tentativa de aposentadoria, é assim que funciona; já começa a valer o salario na primeira entrada, e mesmo que passe dez anos, o requerente acaba recebendo tudo que tem direito. Assim foi com o casal, receberam uma bolada. Já o senhor sabendo que os velhos tinham colocado as mãos no dinheiro, foi em suas casa para receber o bônus prometido; gasolina gasta, horas em fila, advogados...etc. Disseram os velhos aposentados: o que faz aqui, seu safado, veio se aproveitar de nós. O senhor ficou desconcertado, mas insistiu em falar; vim recebeu o prometido, foi assim que combinamos! Gritaram os aposentados para toda a rua ouvi; cria vergonha na cara, quer nos roubar? seu ladrão, aproveitador. O senhor ficou muito triste, e foi para a sua casa, e prometeu que nunca mais iria atuar na aposentadoria de mais ninguém. Mas ao passar dos tempos, sabemos que os aposentados tinham um filho de criação que torrou todo o dinheiro que tinham recebidos, e que não duraram muito tempo para desfrutarem da aposentadoria, pois logo morreram as mínguas num canto de sua casa.
Amigos, assim vejo o coração de muitos crentes que buscaram a Deus em suas orações; pelo um emprego, passar num concurso publico, mas quando conseguem, se esquecem de onde veio a ajuda, e acabam deixando a Casa do Senhor desprotegida, e carente, financeiramente. Assim, você tem se comportado? Se não, gloria a Deus, por reconhecer que Ele é Senhor de tudo que você tem. Não esqueça que retornando o dizimo e ofertando, estará imitando a Deus que DEU o seu filho sem restrição, por nossa salvação. Disse Paulo: "SEDE, pois, imitadores de Deus, como filhos amados" (Efésios 5.1) Para meditar:
“Esperastes o muito, mas eis que veio a ser pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu dissipei com um sopro. Por que causa? disse o SENHOR dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, enquanto cada um de vós corre à sua própria casa. Por isso retém os céus sobre vós o orvalho, e a terra detém os seus frutos” (Ageu 1.9-10).

Pr. Álvaro Olímpio

IEL - Igreja Evangélica Ludovicense
 em São Luís do Maranhão
olvaro@rocketmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Pregações por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.