Defenda sua família disciplinando seus filhos

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários

Neemias 4.11-14 NVI
“E os nossos inimigos diziam: “Antes que descubram qualquer coisa ou nos vejam, estaremos bem ali no meio deles; vamos matá-los e acabar com o trabalho deles”. Os judeus que moravam perto deles dez vezes nos preveniram: “Para onde quer que vocês se virarem, saibam que seremos atacados de todos os lados”. Por isso posicionei alguns do povo atrás dos pontos mais baixos do muro, nos lugares abertos, divididos por famílias, armados de espadas, lanças e arcos. Fiz uma rápida inspeção e imediatamente disse aos nobres, aos oficiais e ao restante do povo: Não tenham medo deles. Lembrem-se de que o Senhor é grande e temível e lutem por seus irmãos, por seus filhos e por suas filhas, por suas mulheres e por suas casas”.
São muitos os inimigos da família. Neemias era um grande estrategista. Ele nos ensina a lutar por nossas famílias: Saibam que seremos atacados de todos os lados. Que fazer? Não tenham medo deles. Lembrem-se de que o Senhor é grande e temível e lutem por seus irmãos, por seus filhos e por suas filhas, por suas mulheres e por suas casas. Cada integrante da família deve proteger a parte do muro que lhe cabe.

Qual parte dos muros cabe aos pais edificar e proteger?


“E vós, pais, não provoqueis à ira os vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor” (Ef 6.4).
“Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não fiquem desanimados” (Cl 3.21).

1. VOCÊ NÃO DEVE CRIAR OS FILHOS DO SEU JEITO, MAS SEGUNDO A INSTRUÇÃO E CONSELHO (DISCIPLINA) DO SENHOR

Você não cria os filhos do seu jeito porque eles são seus. Os filhos pertencem ao Senhor, temos que criar do jeito do Senhor. Você não cria os filhos do seu jeito porque você nasceu ontem e é muito novo nisso e Deus é Pai Eterno. Agora, como posso criar meus filhos segundo a instrução e conselho do Senhor se eu mesmo não fui ensinado segundo esta instrução e conselho?

2. O QUE SIGNIFICA CRIAR OS FILHOS COM A DISCIPLINA DO SENHOR

Há dois problemas em relação à disciplina dos filhos: falta ou exagero.

2.1 FALTA DE DISCIPLINA É FALTA DE AMOR. 

Ausência de Instrução e Conselho do Senhor.
“Vocês se esqueceram da palavra de ânimo que ele dirige a vocês como a filhos: “Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho”. Hebreus 12:5-6 NVI Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados.” Hebreus 12:10-11 NVI • Disciplina é limite. • Disciplina é ensino. • Disciplina é correção. • Disciplina é mostrar o caminho. • DISCIPLINAR É ENSINAR, CORRIGIR, MOSTRAR O CAMINHO, DAR EXEMPLO Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles. (Pv 22;6) Alguns pais deixam os filhos “soltos” para agirem como desejarem; isso é errado, segundo o ensinamento de Provérbios. a) Falta de regras b) Falta de horário c) Falta de dizer não d) Falta de varinha Não irritar os filhos não significa nunca contrariar os filhos! Nunca contrariar os filhos é querer que eles se deem mal.

2.2 DISCIPLINA EXAGERADA, SEM CONTROLE, SEM MEDIDA.

NOSSAS FRUSTRAÇÕES COMO PAIS • Qual o pai que nunca se arrasado pela maneira como disciplinou um filho, por ter gritado, por ter sido duro demais, por ter usado a vara? • Qual pai nunca se sentiu totalmente impotente na criação dos filhos? A disciplina exagerada ou sem controle não é disciplina, ou seja, não ensina e nem corrige. Muitas atitudes dos pais nesse sentido não passam de explosões de ira e falta de autocontrole. Frequentemente ao disciplinar seus filhos, os pais se colocam numa posição merecedora de disciplina. Corrigir com a vara e espancar são duas coisas bem diferentes. Erramos não somente quando exageramos na força da palmada ou da cinta.

2.3 A FALTA DE DISCIPLINA DOS PAIS NA DISCIPLINA DOS FILHOS

Os pais devem ser disciplinados para poderem disciplinar. Algumas indisciplinas dos pais: a) A Falta de Tempo. Se disciplinar é ensinar, temos que entender que ensinar demanda tempo. Muitos pais quando chegam do trabalho não desejam ser incomodados com os incessantes pedidos dos pequeninos para brincar um pouquinho. O egoísmo de certos pais é tão grande que eles chegam a repreendê-los para terem sossego. Não há tempo para chutar bola, brincar de carrinho, quebra-cabeças ou qualquer outra coisa. O interesse deles é jornal ou o noticiário na TV (noticias de crimes, esporte, novela, etc). Os pequeninos têm mais contato com as pessoas de fora do que com os pais (e principalmente o pai). Nós pais precisamos ver que é necessário investir nos filhos e dar atenção a eles. O tempo passa e se não aproveitarmos os anos preciosos da infância deles, quando dermos por conta eles já cresceram e se tornaram adultos. Que perda irreparável! b) Os Gritos e berros. A maneira rude, bruta e sem compaixão que os pais tratam seus filhos pequeninos é uma verdadeira covardia. E a postura física? Você já viu a expressão do seu rosto quando está corrigindo seu filho? Não! Ah, você precisa ver. Certamente vai pensar que é outra pessoa. c) Disciplinar não é torturar os filhos Por exemplo: • um filho não gosta de nata no leite, mas os pais insistem em oferecer um copo de leite com bastante nata. Se eles recusam são repreendidos e castigados. • Uma criança tem medo de escuro, mas os pais a colocam em um quarto fechado e com a luz apagada. • Os pais podem não gostar de determinadas coisas, mas os filhos não têm esse direito? O pai não gosta de jiló, mas os filhos têm que gostar de tudo. Dois pesos e duas medidas! d) Sua Casa Deve Ter Graça Para Permitir Erros na Busca dos Acertos Você já pensou se a cada meia hora chegasse uma cobrança para você pagar? É triste ver os pais cobrando o tempo todo dos filhos. Na criação dos filhos deve haver espaço para permitir os erros. Os pais que não aprendem a elogiar e incentivar os filhos pequenos, nunca terão sucesso com eles no futuro. Ilustração: “Um pai trabalhava na horta e seu filho pequenino o ajudava. O vizinho notou que a criança arrancava as verduras e deixava os matos e disse ao pai: olha vizinho, seu filho vai dar um grande prejuízo agindo assim. O pai lhe respondeu: não, caro vizinho, não vou ter nenhum prejuízo. Eu não estou cultivando minha horta; eu estou investindo no meu filho.” Quanto prejuízo nosso Pai celestial tem conosco, Seus filhos adultos; quantas vezes erramos fazendo a mesma coisa e Ele sempre nos oferece uma segunda chance. Devemos aplicar o mesmo tratamento aos nossos filhos!

prdevanir@hotmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Vídeos por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.