O MEDIANEIRO

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários


“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” 
I Timóteo 2.5

-Mensagem principal: Por meio de Cristo é possível a restauração do relacionamento, outrora interrompido com Deus.
-Meditação: Foi determinado por Deus (Gn 3.15), que a presença de um mediador ou medianeiro é preciso, quando não há mais dialogo entre as partes aborrecidas, desta forma, sem o interlocutor, jamais haverá uma reconciliação. 

Quem você procura quando mais precisa?


Jó clamava, ainda no Antigo testamento, a necessidade de tal pessoa: “Não há entre nós árbitro que ponha a mão sobre nós ambos” (Jó 9.33) ou “Tire ele a sua vara (*correção) de cima de mim, e não me amedronte o seu terror” (Jó 9.34), e no Novo Testamento, há inúmeros pedidos da presença desta pessoa, como a própria Maria salmodiou; "E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador" (Lucas 1.47), neste contexto, a palavra “mediador” poderia ser traduzida pela “ mediador, advogado, ou um sinônimo bem próximo da que se refere Maria.
O ofendido, no caso, Deus, tem a primazia de escolher o mediador, pois "...tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação" (II Coríntios 5.18), não somente o ministério, mas a salvação naquele que no próprio corpo se ofereceu em libação pelos nossos pecados: "Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles" (Hebreus 2.10). “Aquele e príncipe” refere-se a Cristo (urgido de Deus), já, quando alude a muitos filhos, aponta para nós, que iremos para o céu (glória; diz ser; a presença de Deus). É de magnitude, saber que Cristo, foi chamado de caminho, porta, luz para os homens, e urgido de Deus... Agora, a pergunta pertinente é; Quem amou primeiro, nós ou Deus? Amados irmãos, a resposta se revela no gesto de perdão, mesmo que o ego do mundo aponte inocência na questão, mas o mistério de humildade e de amor, não partiu de nós, é o que Deus espera do povo de Israel. Veja: "Tenho visto atentamente a aflição do meu povo que está no Egito, e ouvi os seus gemidos, e desci a livrá-los. Agora, "E naquele dia muitas nações se ajuntarão ao SENHOR, e serão o meu povo, e habitarei no meio de ti e saberás que o SENHOR dos Exércitos me enviou a ti" (Zacarias 2.11), Ele, o Senhor, revelava para as nações, a instituição da sua igreja; formada, não, por uma só nação, mas pelo povo que lhe chamava pelo nome, e que nome é esse? A credito que não seja Israel, Jacó ou os sabáticos, mas O Amor, "Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados" (I João 4.10), enfim, quem é o mediador entre nós e Deus, quem morreu pela arma (pecado) de quem estava errado? Resposta: "E, sendo ele (Cristo) consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem" (Hebreus 5.9), "E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel" (Hebreus 12.24).
Amém!

Pr. Álvaro Olímpio

IEL - Igreja Evangélica Ludovicense
 em São Luís do Maranhão

olvaro@rocketmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Vídeos por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.