OS JOÃOS NAS IGREJAS AINDA EXISTEM!

COMPARTILHE esta Pregação:

    Sem comentários


"E a sua cabeça foi trazida num prato, e dada à jovem, e ela a levou a sua mãe" (Mateus 14.11).
-Comentário: Viver o evangelho e pratica-lo no cotidiano, não é nada fácil, mas não impossível se você for temente a Deus, e não aos homens. João Batista seguiu a risca os preceitos de pregar e vive-lo em sua vida, e acabou sem vida, se podemos dizer assim. Mas a historia de nossas igrejas da atualidade, nos mostrar outros caminhos de como pregar e aplicar, não é direcionado por Deus esses caminhos, mas a politica da boa vizinhança entre “pastores e membros”, vulgariza o evangelho da verdade; aquele evangelho que corrige, ganha almas dos erros e leva até Jesus, sim, cadê esses Joãos Batistas, que outrora clamavam, mesmo sendo nos desertos? 

Estão pedindo sua cabeça?


Será que estariam com medo de pregarem a verdade e de ficarem com os grandes templos vazios? (ref. Jo. 1.23). Ou será que se sentiriam menos pastores ao saberem que pastoreariam só vinte ovelhas em vez de centenas ao clamarem no "deserto"? Ou quem sabe, das mais levianas conclusões que se possa chegar à tão suada e sebosa alma, há alguém entre os Joãos que venderam suas almas a satã, ao lançarem mãos nas propinas gordas, qual fez o profeta Balaão? (Ref.: Nm. 22.7). 
Tudo isso não seria o caso dos Joãos que preferiram perderem as cabeças, mas que não compactuaram com as mães e nem com as filhas, e nem com os Herodes das prostituições. Muitos umedeceram diante do pecado da corrupção. Acham que pastor é sinônimo de riqueza e fama, já não podem vislumbrar a simplicidade de viverem humildemente, uma vida como vinda da parte de Deus, aí é que a lenda de Midas (mitologia Grega sobre o rei de Frígia) tem pego muitos dos avarentos, pois deixaram a Deus para amar outros senhores. (ref. Lc. 16.13), são pastores que pregam de barrigas cheias, na maioria dos casos, são adeptos do evangelho da prosperidade, cujo o pai é o diabo (ref. Lc. 4.7). Alguns conselhos pastorais aos verdadeiros Joãos Batistas do nosso tempo: 1. Evite pegar os dízimos da igreja e guardá-lo em seu cofre particular, lembre-se, o pastor prega a Palavra, há outros encarregados deste serviço. Leia: "E ajuntaram o dinheiro que se achou na casa do SENHOR, e o deram na mão dos superintendentes e na mão dos que faziam a obra" (II Crônicas 34.17). 2. Nunca decida sozinho sobre os gatos e bens que a igreja passará a ter, sempre leve o assunto a todos, e não se esqueça, tudo deverá ser relatado na Ata de administração da igreja na presença de todos. Para meditar: "Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores" (I Timóteo 6.10) Amém!

Pr. Álvaro Olímpio

IEL - Igreja Evangélica Ludovicense
 em São Luís do Maranhão
olvaro@rocketmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Vídeos por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.