Por que não posso ser batizado?

Pr. Álvaro Olímpio

“E indo eles caminhando, chegaram a um lugar onde havia água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado”? (Atos 8.36).
Não desejo fundamentar nesse estudo outro preceito de homem, ou ideia distanciada da doutrina bíblica que venha difundir conflitos nas almas que O Senhor Jesus comprou com seu sangue, quero sim, levar até vocês a verdadeira vontade do Nosso Senhor. Bem... quando aceitei a Cristo (29 anos atrás) ouvia falar que tudo que outrora tinha feito, não importava, e assim repetiam sempre aos meus ouvidos nos sermões de domingo este maravilhoso versículo: "Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2 Coríntios 5.17), ora, meus amados, disso não temos duvidas, Cristo tocou os nossos corações para vivermos uma nova esperança de vida longe do pecado que assolava o nosso viver. Mas não foi na integra vivido a minha nova vida de convertido, visto que não devia nada para a justiça dos homens, mas para a de Deus, e Ele tinha perdoado os meus pecados, ora, daquilo que Paulo escrevera a igreja, porém os lideres religiosos das nossas igrejas pensavam, e até hoje, de outra forma, num tom incompreensível daquilo que o apóstolo afirmava nas cartas.

De acordo com a Palavra de Deus, eu tinha o direito de um filho legítimo que a igreja poderia oferecer aos seus membros: cantar no vocal, participar das reuniões, cantar no púlpito em cultos de adorações, dizimar e ser batizado nas águas qual, qual o eunuco de Candace; rainha dos etíopes. Mas observava-se que para ser batizado era preciso que alguns dos comprados com o sangue do cordeiro de Deus, fossem casados religiosamente, não bastava só crer na salvação divulgada aos corações. Tudo isso deixava a minha alma frustrada, a minha nova vida em Cristo, tinha algumas arestas de homens muito religiosos que interpretavam a bíblia diferenciada da de Felipe que não recusou batizar alguém que talvez fosse mutilado, e que pela lei não poderia entrar ou exercer ministério na casa do Senhor; Escrito no AT: "Aquele a quem forem trilhados os testículos, ou for cortado o membro viril, não entrará na assembleia do Senhor. (Deuteronômio, 23:1), Escrito no NT: “Porque há eunucos que nasceram assim; e há eunucos que pelos homens foram feitos tais; e outros há que a si mesmos se fizeram eunucos por causa do reino dos céus”. Quem pode aceitar isso, aceite-o" (Mateus, 19:12). Filipe o evangelista entendeu que a lei de Moisés (VT- Velho Testamento) jamais poderia superar a graça redentora do amor (NT- Novo Testamento) de Cristo naquele homem que desejava ansiosamente conhecer o salvador através das escrituras. Não teve a oportunidade de conhecê-lo em Jerusalém, tinha subido ao Pai, participou da festa em Jerusalém, mas não se alegrou, portas ainda estavam calafetadas para a sua alma, mas valeu o esforço de buscar á alegria através das escrituras; o entendimento da salvação e do batismo, que tanto desejava, mas a lei não o permitia. Recentemente um casal que moram maritalmente há quase 15 anos, tiveram de casar as pressas, só então receberiam o batismo nas aguas, e consequentemente participarem da ceia do Senhor, mas e o dízimo, será que foi aceito antes do batismo? “Veja que o aval para que alguém seja batizado, e não estão ligadas as obras da carne, mas crer em Cristo como salvador;” Há uma denominação religiosa de boa tradição, enfatizar nas mensagens publicitária o seguinte versículo: "Quem crer e for batizado será salvo...", um meio versículo que leva a alma em desespero a procurar o pastor, e fazer a sua inscrição para o bastimo. Imagine se o referindo fosse fonte de salvação, e que o irmão (a) estivesse um passo da morte: Muito enfermo, e ou se o seu companheiro(a) fosse descrente, e de forma que não aceitasse o casamento? esse versículo não pode isoladamente ser usado como doutrina, usando o batismo como fórmula de salvação, mas uma consequência de quem creu e recebeu. Veja que para uma igreja viver uma doutrina bíblica, é preciso se afirmar em três ou mais versículos das escrituras, como está escrito pela confirmação da verdadeira primogenitura de Cristo ao ser batizado por João batista, houve manifestação da trindade que confirmava o parentesco e o seu legitimo ministério na terra: "e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba; e ouviu-se do céu esta voz: Tu és o meu Filho amado; em ti me comprazo." (Lucas 3:22), 1° Cristo presente, 2° O pai presente, e 3° A presença do Espírito Santo, uma verídica doutrina de que Cristo é filho unigênito de Deus. Veja que não estou desvalorizando o batismo, acho que todos arrependidos podem ser batizados, o que não se pode é confirma-lo como formula de salvação, porém uma bênção de testemunho pra quem creu perante o mundo em que vive.
E disse Filipe: é lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus Mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou. (Atos, 8:37,38). Para reflexão dos lideres religiosos, e para libertação dos jugos dos fariseus: -Por isso daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne; e, ainda que tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos desse modo. Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo (2 Coríntios, 5:16,17).
Amém.

IEL - Igreja Evangélica Ludovicense

 em São Luís do Maranhão
olvaro@rocketmail.com

Nenhum comentário:
Escreva Comente!

IDENTIFIQUE-SE para que seu comentário seja aceito.

Quem sou eu

Minha foto

Tenho prazer em meditar na Palavra de Deus.
Escrevo textos e reflexões sobre as Escrituras.

Siga-nos

Pregações por email

© 2016 Espaço do Pregador. Designed by Bloggertheme9
Powered by Blogger.